Fotossíntese e Respiração Aeróbica: vamos quebrar a cabeça? Proposta de jogo

Autores

  • Luciana Maria de Jesus Baptista Gomes Secretaria Municipal de Educação- Rio de Janeiro
  • Jorge Cardoso Messeder Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ)

DOI:

https://doi.org/10.16923/reb.v12i2.317

Palavras-chave:

Fotossíntese, jogo, respiração celular aeróbica

Resumo

A fotossíntese e a respiração celular aeróbica são dois processos metabólicos que compõem o conteúdo programático de Ciências e de Biologia, da Educação Básica brasileira, modalidade regular. No entanto, são constatadas dificuldades para o entendimento destes fenômenos porque exigem raciocínio abstrato e um suporte de conceitos científicos. Assim, para facilitar a aprendizagem, foi elaborado o jogo “Fotossíntese e Respiração Aeróbica: Vamos quebrar a cabeça?”. O professor age com intencionalidade, por meio da problematização. A vantagem deste jogo é que pode ser utilizado desde as aulas de Ciências do 6º ano do Ensino Fundamental até as de Biologia do Ensino Médio. Outra vantagem é que pode ser produzido tanto pelo professor quanto pelo aluno. Ao ser utilizado pelos alunos, o jogo demonstrou ser promissor na sala de aula, pois proporciona mais uma oportunidade de desenvolvimento do ser humano integral em suas múltiplas vertentes que são inerentes a cada um.

Biografia do Autor

Luciana Maria de Jesus Baptista Gomes, Secretaria Municipal de Educação- Rio de Janeiro

Licenciatura Plena em Ciências Biológicas(UFRJ), Especialização em Educação Especial (UniRIO), Mestre em Ensino de CiÊncias (IFRJ, campus Nilópolis), professora das redes municipal e estadual do Rio de Janeiro há 15 anos de Biologia e de Ciências.

Referências

Özmen H. Some student misconceptions in chemistry: A literature review of chemical bonding. Journal of Science Education and Technology 2004; 1(2):147-159.

Gomes LMJB, Gouveia, DSM. Há química no meio do caminho, no meio do caminho há química. Apresentação oral do XI Simpósio de Profissionais de Ensino de Química do GPQuAE - Grupo de Pesquisas em Química Analítica e Educação- GPQuAE.; 26 e 27 de outubro de 2012, Campinas, SP. Acesso em 14 de fevereiro de 2013. Disponível em: http://gpquae.iqm.unicamp.br/lisTrabalhosSIMPEQ11.pdf.

Krasilchik M, Marandino M. Ensino de Ciências e Cidadania – 2.ed. – São Paulo : Moderna, 2007.

Cardona TS. Modelos pedagógicos e novas tecnologias: jogos e imagens. Terceiro colóquio Internacional sobre Epistemologia e Pedagogia das Ciências. 2007. Acesso

em 6 out. 2011. Disponível em: http://www.dctc.pucrio.br/prof.com.ciencia/CIEPAC/2007/TaniaSilveiraJogoseImagens.pdf.

Krasilchik M. Práticas do ensino de biologia. 4. ed. São Paulo: EDUSP; 2004.

Carneiro CDR, Lopes OR. Jogos didáticos como instrumentos facilitadores do ensino de geociências: O jogo sobre “ciclo das rochas”. Acesso em 14 de fevereiro de 2013. Disponível em: http://www.ige.unicamp.br/simposioensino/simposioensino2007/artigos/009.pdf

Piaget J. A psicologia da criança. Ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1998.

Martín Gordillo M. EL enfoque CTS y la educación sobre las TIC. Buenos Aires, IBERTIC, 2012. Acesso em 15 de março de 2013. Disponível em: https://.youtube.com/watch?v=IT1iD4DdXs.

Barbosa, ACR. O ensino por competências e a formação docente para o ensino militar: contribuições para a Educação Sociocomunitária. Revista de Ciências da Educação 2012; 14(27): 151-164.

Saviani D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 17. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

Vygostsky L. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

Downloads

Publicado

27-10-2014

Como Citar

Gomes, L. M. de J. B., & Messeder, J. C. (2014). Fotossíntese e Respiração Aeróbica: vamos quebrar a cabeça? Proposta de jogo. Revista De Ensino De Bioquímica, 12(2), 91–107. https://doi.org/10.16923/reb.v12i2.317

Edição

Seção

REB na Escola