Consumo de bebidas alcoólicas, sobrepeso e obesidade

André Amaral Gonçalves Bianco

Resumo


O consumo de bebidas alcoólicas notoriamente é relacionado a comorbidades, como: doenças gastrointestinais, hepáticas, cardiovasculares e infecciosas, condições neuropsiquiátricas e perinatais, cânceres e diabetes. Além disso, são amplamente divulgadas suas contribuições para incidência de acidentes automobilísticos. Entretanto, o valor calórico do etanol não alcança a mesma divulgação. O presente trabalho apresenta um estudo descritivo, não randomizado, realizado com 19 homens e 31 mulheres, com faixa etária de 17 a 35 anos, estudantes universitários do primeiro semestre do curso de Ciências – Licenciatura da Universidade Federal de São Paulo, campus Diadema. 88% desses estudantes apresentou desconhecimento do valor calórico do etanol e 72% desconhecem a contribuição calórica de uma dose de 200 mL de vodca. Esses resultados apontam para a necessidade da divulgação dessas características do etanol, sobretudo diante do quadro de sobrepeso e obesidade ao qual a população mundial está submetida.


Palavras-chave


etanol, sobrepeso e obesidade

Texto completo:

PDF

Referências


FORSYTH, M. Uma breve história da bebedeira. Como, onde e por que a humanidade tomou umas da Idade da Pedra até hoje. 1ª edição – São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

MCGOVERN PE, FLEMING SJ, KARTS SH. The origins and ancient history of wine. Amsterd: Gordon and Breach, 2000.

MCGOVERN PE, FLEMING SJ, KARTS SH. Ancient wine. The search for the origins of viniculture. Princeton: Princeton University Press, 2003.

GLASSNER JJ. Les dieux et les hommes. Le vin et la bière en Mésopotamie ancienne. Em Dominique Fournier & Salvatore d’Onofrio. Le ferment divin. Paris: Éditions de la Maison des Sciences de l’Homme, 1991.

STANDAGE, T. História do mundo em 6 copos. Rio de Janeiro: Zahar, 2005. 239 p.

PITTE, JR. O desejo do vinho conquistando o mundo. São Paulo: Editora SENAC São Paulo; 2012. 284 p.

FORBES, RJ. A short history of the art of distillation. Leiden: Netherlands, 1948. 405 p.

ASIMOV, I. Cronologia das Ciências e das Descobertas. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira S.A, 1993. 1060 p.

IWSR. Drinks Market Analysis. Press Release (2018). Disponível em: < https://www.theiwsr.com/content/press/2018/Press%20Release%20-%20Global%20alcohol%20consumption%20reverses%20decline%20in%202017.pdf>. Acesso em: 27 jun. 2018.

ABIA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDÚSTRIAS DE ALIMENTAÇÃO. Números do setor – Faturamento. Disponível em: . Acesso em: 27 jun. 2018.

IVERSEN, LL. Drogas. Porto Alegre: RS: L&PM, 2012. 144p.

OMS. Global status report on alcohol and health 2014. WHO Library Cataloguing-in-Publication Data Global status report on alcohol and health – 2014 ed. Disponível em: < http://apps.who.int/iris/bitstream/handle/10665/112736/9789240692763_eng.pdf;jsessionid=1E3247ED6CBD4C7FB75BA5B005C22FF0?sequence=1>. Acesso em: 27 jun. 2018.

OMS. Organização Mundial da Saúde. Saúde Mental: Nova Concepção, Nova Esperança. Relatório sobre a Saúde no Mundo; 2001. 204 p.

OMS. Organização Mundial da Saúde. Neurociências: Consumo e dependência de substâncias psicoativas: Resumo. Genebra: Suíça; 2004. 40 p.

CEBRID/ UNIFESP. II Levantamento Domiciliar sobre o Uso de Drogas Psicotrópicas no Brasil; 2005. 468 p.

BOFFETTA P, HASHIBE M. Alcohol and cancer. Lancet Oncology;2(7), 149-56, 2006. Disponível em: http://www.thelancet.com/journals/lanonc/article/PIIS1470-2045%2806%2970577-0/abstract. Último acesso em 20 de março de 2013.

Gilmore w, Chikritzhs t, Stockwell t, Jernigan d, Naimi t, Gilmore i. Alcohol: taking a population perspective. Nature Reviews. Gastroenterology & Hepatology. Advance Online Publication. p. 1-9, 2016.

NIAAA. National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism - Alcohol Alert, 1992. Gunzerath, L.; Faden, V.; Zakhari, S.; Warren, K. National Institute on Alcohol Abuse and Alcoholism Report on Moderate Drinking. Alcoholism: Clinical Experiment Research; 28(6)829-47, 2004. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1097/01.ALC.0000128382.79375.B6/pdf. Último acesso em 28 de janeiro de 2013.

BAAN R, STRAIF K, GROSSE Y, SECRETAN B, GHISSASSI FE, BOUVARD V, ALTIERI A, COGLIAN V. Carcionogenicity of alcoholic beverages. Lancet Oncology; 4(8), 292-3, 2007. Disponível em: http://www.thelancet.com/journals/lanonc/article/PIIS1470-2045%2807%2970099-2/fulltext. Último acesso em 19 de março de 2013.

Yeomans MR, Hails NJ, Nesic JS. Alcohol and the appetizer effect. Behavioural Pharmacology, 10(2):151-161, 1999.

POULAIN, JP. Sociologia da obesidade. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2013. 374 p.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Pesquisa de Orçamentos Familiares 2008-2009. Rio de Janeiro, 2010. 222 p.

KACHANI AT, CARDOSO A, FURTADO Y, BARBOSA ALR, BRASILIANO S, HOCHGRAF PB. Medida da circunferência da cintura em mulheres dependentes de álcool e outras drogas. São Paulo: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo; 2007.

KACHANI, AT; BRASILIANO, S; HOCHGRAF, PB. O impacto do consumo alcoólico no ganho de peso. Revista de Psiquiatria Clínica; 35(1)21-24, 2010. Disponível em: http://www.hcnet.usp.br/ipq/revista/vol35/s1/pdf/21.pdf. Último acesso em 28 de janeiro de 2013.

LANDS, WEM. A summary of the workshop: alcohol and calories: a matter of balance Journal of Nutrition; 123, 1338-41, 1993. Disponível em: http://jn.nutrition.org/content/123/7/1338.full.pdf. Último acesso em 28 janeiro de 2013.

SUTER PM, HASLER E, VETTER W. Effects of alcohol on energy metabolism and body weight regulation: is alcohol a risk factor for obesity? Nutrition Reviews; 55(5), 157-71, 1997. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/9212692. Último acesso em 2 de fevereiro de 2013.

SUTER PM. Is alcohol consumption a risk factor for weight gain and obesity? Critical Reviews in Clinical Laboratory Sciences; 42(3), 197-227, 2005. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16047538. Último acesso em 5 fevereiro de 2013.

FAWEHINMI TO, ILOMA KIJ, VOUTILAINEN S, KAUHANEN J. Alcohol Consumption and Dietary Patterns: The FinDrink Study. PLoS ONE; 7(6), 2012. Disponível em: http://www.plosone.org/article/info%3Adoi%2F10.1371%2Fjournal.pone.0038607. Último acesso em 22 de fevereiro de 2013.

PINSKY I, EL JUNDI SARJ. O impacto da publicidade de bebidas alcoólicas sobre o consumo entre jovens: revisão da literatura internacional. Revista Brasileira de Psiquiatria, 30(4):362-74, 2008.




DOI: https://doi.org/10.16923/reb.v17i1.871

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

SBBq  BDC   e-revistas   DOI     

Licença Creative Commons The content of this journal is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.