Metodologia da sala de aula invertida como estratégia para o ensino da fotossíntese

Angelo Luiz Cortelazzo, Luciana Bolsoni Lourenço

Resumo


Neste trabalho, foi utilizada a sala de aula invertida, uma metodologia ativa de aprendizagem (MAA), para abordar a etapa fotoquímica da fotossíntese (MAA) a alunos do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas. No início da disciplina houve uma aula abordando o tema das MAA e sua importância para o processo de ensino-aprendizagem e, um mês depois, foram disponibilizados textos e vídeos sobre o assunto escolhido e, na semana seguinte, a discussão do assunto entre estudantes e professores, seguida de dramatização do fenômeno. Os resultados foram avaliados por questionário de preenchimento espontâneo pelos alunos e revelaram a importância das MAA no desenvolvimento de temas complexos. Nas discussões em sala de aula ficou evidente que o seu uso requer um grande envolvimento do professor, não só para motivar a realização das atividades anteriores à aula, mas também na condução das diferentes atividades em classe, na orientação geral e conclusão do trabalho.


Palavras-chave


Sala de aula invertida; Metodologias ativas de aprendizagem; Fotossíntese.

Texto completo:

PDF

Referências


Berbel NN. A problematização e a aprendizagem baseada em problemas: diferentes termos ou diferentes acaminhos? Interface – Comunicação, Saúde, Educação, 1998;2(2):139-154.

Horn MB, Staker H. Blended: Usando a Inovação disruptiva para aprimorar a educação. Tradução de M.C.G.Monteiro. 1ªed.(reimpr.) Porto Alegre: Penso;2017.

Prensky M. Teaching digital natives: partnering for real learning. Thousand Oaks, CA: Corwin;2010.

Freeman S et al. Active learning increases student performance in science, engineering and mathematics. PNAS. 2014;111(23):8410-8415.

Cortelazzo AL, Fiala DAS, Piva Jr D, Panisson L, Rodrigues MRJB. Metodologias ativas e personalizadas de aprendizagem: para refinar seu cardápio metodológico. 1ªed. Rio de Janeiro: Alta Books, 2018.

Bergmann J, Sams A. Sala de aula invertida: uma metodologia ativa de aprendizagem. Tradução de A.F.C.C.Serra. 1ª ed. Rio de Janeiro: LTC;2017.

Gerstein J. The flipped Classroom Model: a full Picture. Disponível em http://usergeneratededucation. wordpress.com/2011/06/13/the-flipped-classroom-model-a-full-picture. Acessado em 01 dez 2018.

Tombak A. Importance of Drama In Pre-School Education. Procedia – Social and Behavioral Sciences. 2014;143: 372-378.

Araújo Leal E, Miranda GJ, Casa Nova SPC (org). Revolucionando a sala de aula: como envolver o estudante aplicando as técnicas de metodologias ativas de aprendizagem. 1ª ed. São Paulo: Atlas;2017.

Klein SG, Braibante MEF. Reações de oxi-redução e suas diferentes abordagens. Quím. Nova esc. 2017;39(1):35-45.

Marzocco A, Torres BB. Bioquímica Básica. 4ª ed.(reimpr.). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2016.

Bolzan AG, Schuch NJ. Relação entre estresse oxidativo e síndrome metabólica. Disciplinarum Scientia. 2017;18(3):529-538.

de Paula E, Costa C, Macedo DV. Drama: A novel evaluation tool. Biochemical Education. 1995;23(3): 133-135.

UNICAMP - Catálogo DAC dos cursos de graduação 2018. Disponível em: https://www.dac.unicamp.br/sistemas/catalogos/grad/catalogo2018/index.html. Acessado em 01 dez 2018.

Begnami CN. A célula. 3ªed. Barueri,SP: Manole; 2013. Capítulo 25, Cloroplastos; p.407-415.

Estuda na Net. Fotossíntese. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=BdEpMI6y0M0. Acessado em 01 dez 2018.

Jubilut P. Fotossíntese – Fase Clara (Fotoquímica). Disponível em https://www.youtube.com/ watch?v=YU6J44Gxbc0. Acesso em 01 dez 2018.

Cortelazzo AL. Bioquímica – Aula 23 – Fotossíntese 1. Disponível em https://www.youtube.com/ watch?v=UIOT2ZvCafM. Acesso em 01 dez 2018.

Piva Jr. D, Cortelazzo AL, Rodrigues, MRJB. Experiências significativas para a educação a distância – 2. 1ª ed. Ponta Grossa-PR: Atena; 2019. Capítulo 16. Utilização intensiva de tecnologias e avaliações formativas para operacionalização das metodologias ativas; p. 163 – 173.




DOI: https://doi.org/10.16923/reb.v17i2.844

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

SBBq  BDC   e-revistas   DOI     

Licença Creative Commons The content of this journal is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.