Liga acadêmica de bioquímica clínica: experiência de implantação e participação na primeira liga acadêmica numa instituição de ensino superior de Juazeiro do Norte –Ceará

Vanderlan Nogueira Holanda, Amanda Karine de Sousa, Vivianne Cortez Sombra Vandesmet, Cicero Mgérbio Gomes Torres, Wislayane Gomes Milfont, Aparecida de Souza Bezerra, Roberta Dávila Pereira de Lima, Agda Aline Pereira de Sousa

Resumo


A criação de Ligas Acadêmicas nas instituições privadas é algo comum na atualidade. A Liga Acadêmica de Bioquímica Clínica (LABiC) da Faculdade Leão Sampaio foi idealizada por estudantes do Curso de Biomedicina no ano de 2014 constituindo-se na primeira Liga Acadêmica desta instituição. A pesquisa aqui delineada apresenta caráter exploratório, do tipo descritivo, com abordagem qualitativa. Foi realizada numa instituição de ensino superior (IES) do município de Juazeiro do Norte – CE em junho de 2015. Como instrumento para a coleta de dados, utilizou-se um questionário que foi aplicado aos membros da LABiC com o objetivo de investigar a experiência destes estudantes em relação a sua participação na  Liga Acadêmica. A criação da primeira Liga Acadêmica IES do Cariri foi extremamente positiva e aceita por toda a comunidade acadêmica. No ano seguinte à criação da LABiC, foram criadas outras ligas acadêmicas, reafirmando o grande resultado dessa relevante atividade de extensão.

 


Palavras-chave


Bioquímica Clínica; LABiC/CE; Ensino

Texto completo:

PDF

Referências


BURJATO JÚNIOR, D. História da Liga Acadêmica de Combate à Sífilis e a Evolução da Sífilis na Cidade de São Paulo (1920 – 1995). 1999. Dissertação de Mestrado – Faculdade de Medicina, Universidade de São Paulo. 1999.

NOGUEIRA-MARTINS, M. C. F.; NOGUEIRA-MARTINS, L. A. TURATO, E. R. Medical Student’s Perception of Their Learning About the Doctor-Patient Relationship: a qualitative study, Revista Medical Education, v. 40, n. 4. 2006.

PERES, C. M. Atividades Extracurriculares: percepções e vivências durante a formação médica. Dissertação [Mestrado] – Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Universidade de São Paulo, 2006.

KARA-JOSÉ, A. C. Ensino Extracurricular em Oftalmologia – Grupos de Estudos/Ligas de Alunos de Graduação, Revista Brasileira de Educação Médica, v. 31, n. 2. 2007.

SANTANA, A. C. D. A. Ligas Acadêmicas Estudantis. O Mérito e a Realidade, Revista da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, v. 45, n. 1. 2012.

RAMALHO, A. S.; SILVA, F. D.; KRONEMBERGER, T. B.; ROSE, R. A.; TORRES, M. L. A.; CARCONA, M.J. C. Ensino de Anestesiologia durante a Graduação por meio de uma Liga Acadêmica: qual o impacto no aprendizado dos alunos? Revista Brasileira de Anestesiologia, v. 62, n. 1. 2012.

GONÇALVES, R. J.; FERREIRA, E. A. L.; GONÇALVES, G. G.; LIMA, M. C. P.; RAMOS-CERQUEIRA, A. T. A. Quem “Liga” para o Psiquismo na Escola Médica? A Experiência da Liga de Saúde Mental da FMB – UNESP, Revista Brasileira de Educação Médica, v. 33, n. 2. 2009.

HAMAMOTO FILHO, P. T.; VENDITTI, V. C.; OLIVEIRA, C. C.; VICENTINI, H. C.; SCHELLINI, S. A. Ligas Acadêmicas de Medicina: extensão das ciências médias à sociedade, Revista Ciência e Extensão, v. 7, n. 1. 2011.

TORRES, A. R.; OLIVEIRA, G. M.; YAMAMOTO, F. M.; LIMA, M. C. P. Ligas Acadêmicas e Formação Médica: contribuições e desafios, Revista Interface Comunicação, Saúde e Educação, v. 12, n. 27. 2008.

COSTA, A. P.; AFONSO, C. L.; DEMUNER, J. M. M.; MORAES, J. M.; CHRISLAINE, P. W. A Importância da Liga de Queimaduras, Revista Brasileira de Queimaduras, v. 8, n. 3. 2009.

MONTEIRO, L. L. F.; CUNHA, M. S.; OLIVIEIRA, W. L.; BANDEIRA, N. G.; MENEZES, J. V. Ligas Acadêmicas: o que há de positivo? Experiência de implantação da Liga Baiana de Cirurgia Plástica, Revista Brasileira de Cirurgia Plástica, v. 23, n. 3. 2008.

RAMALHO, A. S.; SILVA, F. D.; KRONEMBERGER, T. B.; ROSE, R. A.; TORRES, M. L. A.; CARCONA, M.J. C. Ensino de Anestesiologia durante a Graduação por meio de uma Liga Acadêmica: qual o impacto no aprendizado dos alunos? Revista Brasileira de Anestesiologia, v. 62, n. 1. 2012

SOUZA, C. S. Liga de Combate à Hanseníase “Luiz Marino Bechelli”: a inserção de um projeto acadêmico junto à atenção primária em saúde e comunidade, Revista Hansenologia Internationalis, v. 28, n. 1. 2003.

FERREIRA, D. A. V.; ARANHA, R. N.; SOUZA, M. H. F. O. Ligas Acadêmicas: uma proposta discente para ensino, pesquisa e extensão, Revista Interagir: pensando a extensão, v. 1, n. 16. 2011.

HAMAMOTO FILHO, P.T.; BÔAS, P. J. F. V.; CORRÊA, F.G.; MUÑOZ, G. O. C.; ZABA, M.; VENDITTI, V. C. Normatização da Abertura de Ligas Acadêmicas: a experiência da Faculdade de Medicina de Botucatu, Revista Brasileira de Educação Médica, v. 34, n. 1. 2010.

TAVARES, A. P.; FERREIRA, R. A.; FRANÇA, E. B.; FONSECA JÚNIOR, C. A; LOPES, G. C.; DANTAS, N. G. T. O Currículo Paralelo dos Estudantes de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais, Revista Brasileira de Educação Médica, v. 31, n. 3. 2007.

FIOR, C.A. Contribuições das atividades não obrigatórias na formação universitária. 2003. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas. 2003.




DOI: https://doi.org/10.16923/reb.v13i2.552

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

SBBq  BDC   e-revistas   DOI     

Licença Creative Commons The content of this journal is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.