Twister Proteico: uma ferramenta lúdica envolvendo a síntese de proteínas

Aline Weyh, Isis Gabriela Barbosa Carvalho, Analía del Valle Garnero

Resumo


Diversos estudos demonstram que discentes dos mais variados níveis escolares relatam a Genética como um tema abstrato e de difícil compreensão pelos alunos, apresentando múltiplas problemáticas no processo de ensino-aprendizagem e tornando-se necessárias práticas auxiliares. Dentre as ferramentas didáticas, o jogo é uma atividade lúdica muito utilizada atualmente, uma vez que, estimula as várias inteligências e permite maior interação entre aluno e professor. O presente trabalho busca a elaboração e aplicação de um jogo didático inovador e dinâmico, o Twister Proteico, como recurso pedagógico para a disciplina de Genética. A elaboração do jogo foi baseada na utilização de materiais de fácil acesso e baixo custo pelo educando podendo abordar conhecimentos de transcrição, tradução e dobramento proteico. A atividade foi proposta e aplicada em sala de aula tendo como piloto alunos de graduação. A diversão associada ao conhecimento da ciência permitiu não apenas uma melhor memorização do conteúdo abordado, como despertou a curiosidade, reflexão do tema, construção do caráter e espírito de colaboração, além da competitividade através da interação entre a turma. Esta prática mostrou-se uma ferramenta eficaz na fuga da rotina e reparação de falhas do processo de ensino teórico.

Palavras-chave


ensino; Genética; jogo

Texto completo:

PDF

Referências


Klautau N, Aurora A, Dulce D, Silviene S, Helena H, Correia A. Relação entre herança genética, reprodução e meiose: um estudo das concepções de estudantes universitários do Brasil e Portugal. In Enseñanza de las Ciencias, Número Extra VIII Congreso Internacional sobre Investigación en Didáctica de lãs Ciencias, Barcelona, (2009) p. 2267-2270. Disponível em: http://ensciencias.uab.es/congreso09/numero

extra/art-2267-2270.pdf, Acesso em: 28 de julho de 2012.

Jann PN, Leite MF. Jogo do DNA: um instrumento pedagógico para o ensino de ciências e biologia. Ciências e Cognição. 2010; v.15 (1): 282-293

Krasilchik M. Prática de Ensino de Biologia. 4. ed. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo; 2004, 197p.

Kishimoto TM. Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação. Cortez, São Paulo. 1996.

Brasil, Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curriculares Nacionais: educação física. Brasília: MEC/SEF, 1998.

Macedo L, Petty ALS, Pessoa NC. Os jogos e o Lúdico na Aprendizagem Escolar. Porto Alegre: Artmed; 2005.

Campos LML, Bortoloto TM, Felício AKC. A Produção de jogos didáticos para o ensino de ciências e biologia: uma proposta para favorecer a aprendizagem. Disponível em: http://www.unesp.br/prograd/PDFNE2002/aproducaodejogos.pdf . Acesso em: 20 de maio de 2012.

Rieder R, Zanelato EM, Brancher JD. Observação e análise da aplicação de jogos educacionais bidimensionais em um ambiente aberto. In IX Taller Internacional de Software Educativo, 2004. p 61-66.

Zanon DAV, Guerreiro MAS, Oliveira RC. Jogo didático Ludo Químico para o ensino de nomenclatura dos compostos orgânicos: projeto, produção, aplicação e avaliação. Revista Ciências e Cognição. 2008; v.13: 72-81.

Miranda S. No Fascínio do jogo, a alegria de aprender. Ciência Hoje. 2001; v.28: p. 64-66.

Agamme ALDA. O lúdico no ensino de genética: a utilização de um jogo para entender a meiose. Monografia, Universidade Presbiterana Mackenzie, Centro de Ciências Biológicas e da Saúde, São Paulo, 2010.

Falkembach GAM. O Lúdico e os Jogos Educacionais. Mídias na Educação. Disponível em: http://penta3.ufrgs.br/midiasedu/modulo13/etapa1/leituras/arquivos/Leitura_1.pdf. Acesso em: 16 de novembro de 2014.




DOI: https://doi.org/10.16923/reb.v13i1.540

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

SBBq  BDC   e-revistas   DOI     

Licença Creative Commons The content of this journal is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International license.